EnglishPortugueseSpanish

Segredos da mente milionária, O / EKER, T. Harv

EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.

Recondicionamento Mental
Pág. 7
[…] se as coisas não estão indo como você gostaria, isso quer dizer que há algo que você não sabe.
[…] a maioria das pessoas ricas pensa mais ou menos da mesma forma.
[…] copiar o modo de pensar dos ricos.
[…] recondicionamento mental.
Pág. 8
[…] manter o foco e jamais considerar a hipótese de sair do ramo antes de ficar milionário […].
[…] contestar a atitude mental sempre que tinha pensamentos negativos ou contraproducentes.
[…] desprezar os pensamentos que não reforçassem a visão que eu possuía de riqueza.
./.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.

Modelo Financeiro
Pág. 9
[…] modelo financeiro programado para o sucesso.
[…] é mais sobre desaprender do que sobre aprender.
[…] abrir mão de alguns dos seus velhos modos de ser e de pensar e adotar novos.
./.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.


Dinheiro, Regras Internas (para o dinheiro)
p. 10
[…] envolvem aspectos essenciais, como conhecimento comercial, administração financeira e estratégias de investimentos.
./.

Dinheiro, Regras Externas (para o dinheiro)
p. 10
[…] não basta estar no lugar certo, na hora certa. Você tem que ser a pessoa certa, no lugar certo, na hora certa.
./.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.

Caráter, Crenças, Pensamento, Sucesso
p. 10
Quem é você, então? Como você pensa? Quais são as suas crenças? Quais são os seus hábitos e as suas características? Qual é a sua opinião sobre si próprio? Quanta confiança você tem em si mesmo? Como é o seu relacionamento com as pessoas? Até que ponto você confia nelas? Você realmente acredita que merece ser rico? Qual é a sua capacidade de agir apesar do medo, da preocupação, do incomodo, do desconforto? Você consegue ir em frente quando não está disposto a fazer isso?
O fato é que seu caráter, o seu pensamento e as suas crenças são os fatores que determinam o seu grau de sucesso.
./.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.

Princípio de Riqueza
P.10
Os seus rendimentos crescem na mesma medida em que você cresce.
./.

Raízes
P. 12                                                                                                                         
As raízes geram os frutos.
[…] é o que está em baixo da terra que cria o que está em cima dela. É o invisível que que produz o visível.
./.

Princípio de riqueza
p.12
Se você quer mudar os frutos, primeiro tem que trocar as raízes – quando deseja alterar o que está visível, antes deve modificar o que está invisível.
./.

Plano de existência
p. 13
A nossa vida acontece em pelo menos quatro planos distintos. Este quatro quadrantes são o mundo físico, o mundo mental, o mundo emocional e o mundo espiritual. […] o reino físico é apenas uma “impressão” dos outros três.
ES        |         F
———-|———-
ES        |         F
./.

Princípio de riqueza
p.14
Dinheiro é resultado, riqueza é resultado. Saúde é resultado, doença é resultado, o seu peso é resultado. Vivemos num mundo de causas e efeitos.[…] a única maneira de mudar o seu mundo exterior, é modificar o seu mundo interior.
./.

Envolvimento
p. 15
Você esquece daquilo que escuta, você se lembra daquilo que vê, você entende aquilo que faz.
./.

Afirmação
p. 15
[…] um enunciado positivo segundo o qual um objetivo que você pretende alcançar já está concretizado. (ver tb. declaração).
./.

Declaração
p.15
[…] o anúncio formal da intenção de empreender um dado curso de ação ou de adotar uma posição específica. (ver tb. Afirmação).
[…] declarar não é dizer que algo já é real, e sim que temos a intenção de fazer ou de ser alguma coisa. […] não estamos afirmando que é verdade agora, mas um propósito para o futuro.
Uma declaração é também, por definição, formal. É a emissão formal de uma energia que penetra no universo e percorre o nosso corpo.
[…] ação. Devemos executar todas as ações necessárias para que as nossas intenções se tornem realidade.
./.

Declaração
p.16
O meu mundo interior cria o meu mundo exterior.
Eu tenho uma mente milionária.
./.

Princípio de riqueza
p. 16
Em cinco minutos posso prever o futuro financeiro que você terá pelo resto da sua vida.
./.

Princípio de riqueza
p. 17
P          ->         S          ->         A         =          R
Pensamentos conduzem a sentimentos que conduzem a ações que conduzem a resultados.
./.

Condicionamento
p. 17
[…] são todas as respostas automáticas que nos conduzem ao longo da vida.

P. 18                                                                                                              Programação (da mente)
Ver: Processo de manifestação ajustado.
./.

Processo de manifestação ajustado
p. 18
P          -> P      ->        S          ->         A         =          R
Sua programação conduz a pensamentos; Pensamentos conduzem a sentimentos que conduzem a ações que conduzem a resultados.
./.

Condicionamento
p. 18
[…] se estabelece de três maneiras principais em todos os campos da vida:
– Programação verbal: o que você ouvia quando era criança;
– Exemplo: o que você via quando era criança;
– Episódios específicos: que experiências você teve quando era criança.
./.

Princípio de riqueza
p. 20
Quando o subconsciente tem que optar entra a lógica e as emoções profundamente enraizadas, as emoções quase sempre vencem.
./.

Condicionamento
p. 21
O condicionamento do seu subconsciente determina o seu pensamento.
O seu pensamento determina as suas decisões e estas determinam as suas ações, que, finalmente, determinam os seus resultados.
./.

Mudança (Elementos de). Conscientização, Entendimento, Dissociação, Programação Verbal
p. 21
São quatro elementos-chave de mudança: conscientização, entendimento, dissociação e recondicionamento.
Conscientização
Você não pode modificar uma coisa cuja existência ignora.
Entendimento
Compreendendo a origem do seu modo de pensar você será capaz de reconhecer que ele tem de vir de fora.
Dissociação
Ao constatar que esse modo de pensar não é seu, você tem a opção de mantê-lo ou larga-lo, baseado em quem você é hoje e onde quer estar amanhã.
./.

Programação verbal
p. 22
Passos para a mudança: programação verbal
CONSCIENTIZAÇÃO – Escreva as frases que você ouvia sobre dinheiro, riqueza e pessoas ricas quando era criança.
ENTENDIMENTO – Escreva sobre como essas frases vêm afetando a sua vida financeira hoje.
DISSOCIAÇÃO – Você percebe que esses pensamentos representam apenas o seu aprendizado do passado, que eles não são parte da sua anatomia, não são quem você é? Consegue ver que o presente lhe dá a opção de ser diferente?
./.

Declaração
p. 22
As coisas que eu ouvia sobre dinheiro não são necessariamente verdadeiras. Opto por adotar novas formas de pensar que contribuam para a minha felicidade e o meu sucesso.
Agora diga:
Eu tenho uma mente milionária.
Exemplo
p. 23
Quando criança, aprendemos quase tudo através de exemplos que nos dão.[…] a mulher que preparava o pernil para o jantar, cortando as duas pontas […] Era assim que a minha mãe fazia
[…] Porquê era assim que a minha mãe fazia
[…] Porquê a minha panela era pequena.
./.

Princípio de riqueza
p. 27
A sua razão ou motivação para enriquecer ou fazer sucesso é crucial. Se ela possui uma raiz negativa, como o medo, a raiva ou a necessidade de provar algo a si mesmo, o dinheiro nunca lhe trará felicidade.
./.

Modo de ser
Seu modo de ser e seus pais
p. 29
[…] reconhecer como o seu modo de ser se relaciona com um dos seus pais […]. Passos para a mudança: exemplo
CONSCIENTIZAÇÃO – pense no modo de ser e nos hábitos dos seus pais em relação à riqueza e ao dinheiro. Liste por escrito em que aspectos você se considera igual a cada um deles ou o seu oposto.
ENTENDIMENTO – Escreva sobre o efeito que esse exemplo vem causando na sua vida financeira.
DISSOCIAÇÃO – Você compreende que esse modo de ser é apenas o seu aprendizado passado, e não quem você é? Consegue perceber que tem a opção de ser diferente agora?
DECLARAÇÃO – O exemplo que tive a respeito de dinheiro era o modo de agir dos meus pais. A minha maneira de fazer as coisas nessa área sou eu que escolho. Agora diga: Eu tenho uma mente milionária.
./.

Modo de ser
Seu modo de ser e seu parceiro
p. 32
[…] reconhecer como o seu modo de ser se relaciona com seu parceiro […]. Passos para a mudança: exemplo
CONSCIENTIZAÇÃO – pense num episódio emocional específico a respeito de dinheiro que você tenha vivido quando criança.
ENTENDIMENTO – Escreva como esse episódio pode ter afetado a sua vida financeira atual.
DISSOCIAÇÃO – Você compreende que esse modo de ser é apenas o seu aprendizado passado, e não quem você é? Consegue perceber que tem a opção de ser diferente agora?
DECLARAÇÃO – Eu me liberto das minhas experiências passadas negativas e crio para mim um futuro novo e rico. Agora diga: Eu tenho uma mente milionária.
./.

Princípio de riqueza
p. 37
A única maneira de mudar permanentemente a temperatura da sala é “zerar”o termostato. De modo análogo, a única maneira de modificar permanentemente o seu nível de sucesso é “zerar” o seu termostato financeiro, também conhecido como modelo de dinheiro.
Os seus rendimentos crescem à medida em que você cresce. […] o primeiro elemento de toda a mudança é a conscientização. Faça uma autoanálise, conscientize-se, observe os seus pensamentos, os seus modos, a suas crenças, os seus hábitos, as suas atitudes e a sua inação. Coloque-se sob a lente de um microscópio. Estude-se.

Princípio de riqueza
p. 38
A consciência observa os nossos pensamentos e as nossas ações para que vivamos escolhas verdadeiras feitas no momento presente em lugar de sermos governados por uma programação proveniente do passado.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.


Princípio de riqueza
p. 38
A consciência observa os nossos pensamentos e as nossas ações para que vivamos escolhas verdadeiras feitas no momento presente em lugar de sermos governados por uma programação proveniente do passado.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Princípio de riqueza
p. 38
A consciência observa os nossos pensamentos e as nossas ações para que vivamos escolhas verdadeiras feitas no momento presente em lugar de sermos governados por uma programação proveniente do passado.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Princípio de riqueza
p. 38
A consciência observa os nossos pensamentos e as nossas ações para que vivamos escolhas verdadeiras feitas no momento presente em lugar de sermos governados por uma programação proveniente do passado.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Princípio de riqueza
p. 38
A consciência observa os nossos pensamentos e as nossas ações para que vivamos escolhas verdadeiras feitas no momento presente em lugar de sermos governados por uma programação proveniente do passado.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Consciência
p. 38
[…] adquirindo consciência você poderá viver do que é hoje em vez do que foi ontem; conseguirá reagir apropriadamente às situações que se apresentam, fazendo uso de toda a gama e de todo o potencial das suas qualificações e dos seus talentos em vez de reagir de forma inadequada aos acontecimentos, impelido por medos e inseguranças do passado.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Programação
p. 38
[…] gravações de informações recebidas e aceitas no passado.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Condicionamento
p.38
[…] esse condicionamento não é quem você é, mas quem escolheu ser.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Modelo de programação
p. 38
[…] boa parte do modelo de pessoa que você é provém das crenças e informações de outras pessoas.
[…] as crenças não são necessariamente verdadeiras nem falsas, nem certas nem erradas – mas, sejam ou não válidas, elas são opiniões que foram transmitidas repetidamente e, depois, passadas de geração a geração, até chegarem a você.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Pensamento
p. 39
[…] (pensamentos e crenças) eles não são quem você é, tampouco estão necessariamente ligados a você
[…] não têm mais significado do que aqueles que você lhes confere.
Nada tem significado, exceto aquele que nós mesmos atribuímos às coisas.
[…] não creia num só pensamento seu.
[…] pensamentos conduzem a sentimentos, que conduzem a ações, que conduzem a resultados. Você pode optar  por pensar e agir como as pessoas ricas e, desse modo, conquistar resultados semelhantes aos que elas alcançam.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Declaração
p. 39
Observo os meus pensamentos e só alimento aqueles que me fortalecem.
Agora diga: Eu tenho uma mente milionária.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Sobrevivência
p. 40
Toda informação que entra ali (sua mente) é etiquetada e guardada nesses arquivos de fácil acesso para ajudar na sua sobrevivência. […] não prosperidade, sobrevivência.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Sucesso financeiro
p. 41
Quando estiver devendo evite comprar.
[…] Primeiro passo: conscientização.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Principio de riqueza
p.42
Você pode optar por maneiras de pensar favoráveis à sua felicidade e ao seu sucesso e deixar de lado todas as formas negativas.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Ricos
p. 42
Não considero os ricos melhores que ninguém, eles apenas têm mais dinheiro.
[…] estou me referindo unicamente à sua mentalidade, à sua maneira característica de pensar e agir.
[…] visão de classe média
[…] costuma ser um híbrido da forma como os ricos pensam e da mentalidade dos pobres.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Riqueza
p. 43
Toda ação que conduz à riqueza é precedida de um modo de pensar que segue essa mesma direção.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Hábito
p. 43
Tudo aquilo que você não está fazendo neste momento, você tem o hábito de não fazer. A única maneira de mudar isso é fazer.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Arquivo de riqueza 1
p. 44
Eu crio a minha própria vida (mentalidade rica).
Na minha vida as coisas acontecem (mentalidade pobre).
[…] é você mesmo quem conquista o seu próprio êxito,
[…] promove a sua própria mediocridade,
[…] quem estabelece a sua própria batalha pelo dinheiro e pelo sucesso.
Consciente ou inconscientemente, sempre se trata de você.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Vítima
p. 45
A culpa é dos outros;
Sempre há uma justificativa;
Viver se queixando.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Princípio de riqueza
p.46
O dinheiro é extremamente importante nas áreas em que produz resultados e insignificante nos campos em que não tem utilidade.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Princípio de riqueza
p. 47
A pessoa que se queixa torna-se um “imã de coisas ruins” vivo e pulsante.
Aquilo que focalizamos se expande. Quando você se queixa […] dá destaque ao que está errado.
[…] E uma vez que aquilo que é focalizado se expande, você receberá mais do que está indo mal.
[…] energia negativa é contagiosa.
Não reclame de nada nos próximos sete dias. Escolha cuidadosamente seus pensamentos e suas palavras.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Princípio de riqueza
p. 48
Não existem vítimas verdadeiramente ricas.
EKER, T. Harv. Segredos da mente milionária, O. Rio de Janeiro: Sextante, 2010. 144.
./.

Arte SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação (Mestrado) ANEXO 2
Read More

Propaganda e interdisciplinaridadeConclusões SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação
Read More

Anúncio Notícia de Produto / Hopkins    Estudo de Caso SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro:
Read More

Ciência da Propaganda SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação
Read More

Propaganda e Hopkins SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação
Read More

Propaganda e ética SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação
Read More

Propaganda e arte SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação
Read More

Propaganda, ciência e técnica SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p.
Read More

Propaganda e sucesso SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação
Read More

Propaganda e interdisciplinaridade SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação
Read More

Propaganda e psicologia SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação
Read More

Consumidor SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação (Mestrado) p. 33 No
Read More

Produto SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação (Mestrado) p. 32 [...]
Read More

Propaganda, Processo da. SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação
Read More

Publicitário SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação (Mestrado) p. 31 [...]
Read More

Propaganda – Função de Produção SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179
Read More

Propaganda – Ótica Mercadológica SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p.
Read More

Consumo SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação (Mestrado) P. 26 “O
Read More

Propaganda no Brasil SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. 179 p. Dissertação
Read More

Propaganda – religiosa, política e de produtos SERPA, Marcelo H. N. Propaganda e interdisciplinaridade. V. Pós defesa. Rio de Janeiro: UFRJ,
Read More

Increva-se

Pesquisa

Professor Marcelo Serpa
Escola de Comunicação da UFRJ
Campus Praia Vermelha
Palácio Universitário

Tel.: +55 21 98275-5555
E-Mail: marcelo.serpa@eco.ufrj.br
                        serpa.br@gmail.com

Como chegar à

© 1997-2020 Marcelo Serpa - MS Comunicação. Todos os direitos reservados

Developed by D4W