EnglishPortugueseSpanish

Sete perdedores para cada vencedor (PACHECO, SERPA, 2005)

1. A Priori

No Brasil, a cada dois anos ocorre uma eleição geral. Nas duas mais recentes (2010 e 2012), 501.434 candidatos disputaram 73.052 cargos. Foram quase sete perdedores para cada ganhador.

A aplicação bem sucedida do marketing eleitoral demanda um pré-requisito “sine qua non”: a percepção e o conhecimento da natureza essencial do processo psicossocial da Eleição: seu metabolismo, seus princípios vitais, sua alma.

É preciso conhecer, ao menos resumidamente, em visão panorâmica, o estado-da-arte dessa multidisciplinaridade chamada marketing eleitoral, sem a qual a eleição democrática contemporânea já começa a ser impensável, e a vitória inviável.

Ver na íntegra: Voto é marketing, o resto é política.

Increva-se

Pesquisa

Professor Marcelo Serpa
Escola de Comunicação da UFRJ
Campus Praia Vermelha
Palácio Universitário

Tel.: +55 21 98275-5555
E-Mail: marcelo.serpa@eco.ufrj.br
                        serpa.br@gmail.com

Como chegar à

© 1997-2020 Marcelo Serpa - MS Comunicação. Todos os direitos reservados

Developed by D4W